Wednesday, January 04, 2006

Existencialidades...

Olá,

Pois é... ela cortou mesmo as repas e eu continuo a ouvir...

Vejam este problema agora, eu preocupado com o facto de a falta de civismo na estrada provocar cada vez mais mau estar entre os excelentíssimos condutores e atrasos constantes na chegada ao emprego...

Vejam este meu raciocinio...porque se dá um engarrafamento? Porque demasiados carros tentam passar por um espaço onde cabem poucos carros. Deve haver uma lei da física qualquer que diz que dois corpos sólidos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo... talvez se o Einstein não tivesse existido não tinhamos problemas de transito. A minha proposta é a seguinte... Se num cruzamento cada condutor deixar passar um e apenas um carro à sua frente, mesmo com congestão o engarrafamento passa a ser fluído e a resolver-se muito mais rápidamente...

Há depois outros problemas inerentes à falta de civismo... Eu todos os dias para me deslocar ao local onde labuto àrduamente com os problemas da ignorância nacional, tenho que passar por um colégio de meninos bem chamada "Rosário"... Ora bem, nos meus tempos de criança os meus pais deram-me um passe de autocarro e disseram-me apanha o 21 e vai para a escola... Eu não percebo o porque destes pais terem a necessidade de controlo maniaca sobre os seus filhos adolescentes e terem que os deixar em frente à porta do colégio interrompendo o trânsito na Av da Boavista e nos acessos circundantes...Porquê que isto acontece?
Hip.1 - Mostar o novo BMW com tracção às 4 permanente que o Marido comprou para esposa devotada com o intuito de esconder uma familia disfuncional.
Hip.2 - São simplesmente burros e olham apenas para o seu umbigo e ainda exclamam para si próprios "olha o descaramento deste aqui a resmungar por eu estar parada(o) o meu da avenida...estou tão bem estacionado(a) aqui...e além disso são só 5 min enquanto me despeço da minha resma de filhos (5)... Isto há gente sem nível nenhum."
Hip.3 - Evitar que a colher de prata enfiada no respectivo do menino seja roubada...
Hip.4 e a mais viável de certeza é... - Dar-me cabo do juízo...

Mal estes paisinhos sabem que mal eles saem pela porta lateral, já estão as filhinhas na casa de banho a mudar de roupa e a saírem pela porta do cavalo para irem ter com o namorado toxico dependente que acabou de sair do CAT com a dose de metadona e está com os amigos ali junto ao monumento do industrial...

Entretanto...eu é que me f*$€@, porque além de chegar atrasado ao buraco onde trabalho e ter de ouvir da minha chefe (mas isso são outras núpcias)... ainda tenho que atender telefonemas bizarros e descobrir que se consegue medir repas com régua e chegar à conclusão que estão milimetricamente certas...O pior não é estarem certas ou incertas, o pior é alguém ter perdido tempo a confirmar isso.

Isto tudo para dizer que e minha amiga cortou as repas...

Disse!

1 comments:

Ana said...

Muito bom :)
Gostei imenso da disertação sobre engarrafamento, problemas de fluidez em frente aos colégios e principalmente, sobre as repas da amiga ( o milimetricamente já não se usa! ).
Humor fantástico.